Simone Scarchof

Hidrovia Tietê-Paraná é reaberta

Após quase dois anos interditado, trecho entre as usinas de Três Irmãos e Nova Avanhandava é liberado

​Devido à escassez de chuva dos últimos dois anos, parte da hidrovia Tietê-Paraná estava interditada, entre o Km 99,5 da Usina Hidrelétrica de Três Irmãos e a eclusa inferior de Nova Avanhandava, em Buritama, interior do estado de São Paulo. Hoje (27), pela manhã, o local foi liberado para que embarcações voltem a trafegar. Houve cerimônia de reabertura, com participação do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin. Ocorreu ainda a eclusagem da embarcação Odisseia, em Nova Avanhandava, administrada pela AES Tietê.

A cada dois anos, as seis eclusas da empresa passam por manutenção preventiva, que garante a confiabilidade e o bom funcionamento dos equipamentos. Em 2015, aproximadamente nove mil embarcações passaram pelas eclusas da AES Tietê.

Todo esse trabalho é acompanhado e supervisionado pela Marinha do Brasil e pelo Departamento Hidroviário, órgão responsável pela Hidrovia Tietê-Paraná, ligado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes do Estado de São Paulo. Ambos administram o fluxo do tráfego de embarcações no rio e a comunicação aos usuários das operações de manutenção.