Guilherme Revitto

Início da manutenção preventiva das eclusas

Seis eclusas da AES Tietê têm navegação suspensa até o término dos trabalhos

​Desde o dia 8 de janeiro, o Departamento Hidroviário (DH) suspendeu o tráfego nas eclusas de Barra Bonita, Bariri, Promissão, Ibitinga e as duas em Nova Avanhandava, para a realização da manutenção preventiva programada. O procedimento é executado pela AES Tietê e tem previsão para ser concluído em 30 dias.

A cada dois anos, as seis eclusas administradas pela AES Tietê passam por manutenção preventiva, o que garante a confiabilidade e o bom funcionamento dos equipamentos. Durante todo este período, em decorrência das atividades realizadas, a passagem das embarcações é suspensa.

Todo o trabalho é acompanhado e supervisionado pela Marinha do Brasil e pelo Departamento Hidroviário, órgão administrador da Hidrovia Tietê-Paraná, ligado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes do Estado de São Paulo. Ambos são responsáveis pela administração do fluxo do tráfego de embarcações no rio e pela comunicação aos usuários das operações de manutenção.